Quinta-feira, 24 de Maio de 2007

"O O.C.Barcelos é o clube do meu coração"

José Querido é, actualmente, treinador dos seniores do Liceo da Corunha, em Espanha. Para além desse cargo, desempenha, igualmente, o de coordenador das equipas de juniores e juvenis.

            Como treinador teve passagens pela grandiosa equipa OC Barcelos e Selecção Nacional, antes de rumar a Espanha para treinar o Vilanova, equipa modesta mas onde fez um campeonato espectacular nesse ano. Agora no Liceo, prepara a equipa para a, curto prazo, se poder bater com a melhor equipa do mundo, Barcelona.
            Na entrevista, o treinador português comenta a actualidade do Hóquei nacional e partilha momentos marcantes da sua carreira.

000032cf

Como descreve a sua experiência em Espanha e, mais concretamente, no Liceo da Corunha?
Primeiro de tudo esta minha experiência em Espanha começou quase
acidentalmente pois eu acabei por ficar sem clube para treinar, a uma semana
de começar a temporada e como tal estive sem clube até começar o ano. Aí
surguiu um convite feito por um grande amigo meu de Espanha, o
Sr.Josep Vigueras da conhecida marca Reno, a saber se estava interessado em
treinar um equipe  que se chama Vilanova e que nesse momento se encontrava
muito mal classificada. Eu como não sou pessoa de ter medo de desafios
aceitei e as coisas correram muito bem. Acabamos por terminar em 6º lugar, no
ano seguinte ficamos em 5º no campeonato, e fomos finalistas da taça
C.E.R.S. No final
dessa temporada surgiu o convite do Liceo, e a juntar a tudo de grande que
este clube já foi ainda tive a hipotese de trazer comigo a minha familia.Isso
 fez com que não tivesse duvidas em aceitar o convite e a
experiência este ano foi espectucular pois ficamos em 3ºlugar e os
objectivos foram todos ultrapassados. Agora, vamos tentar, num futuro próximo,
poder lutar com o imenso Barcelona pelo titulo.
Quais são as principais diferenças entre o hóquei português e espanhol?
Nós os Portugueses continuamos a ser dos melhores que há, mas a nível
competitivo o que penso que está a faltar, neste momento, é atitude e
espirito. Temos de conseguir mentalizar-nos que, para ganhar, não pudemos só
passear as camisolas mas sim termos uma entrega a cem por cem.
Costuma acompanhar o Hóquei português com frequência?
Normalmente sigo os resultados pela internet, troco, também, algumas impressôes com
o meu irmão que vai ver muitos jogos e com alguns amigos.
Qual o seu parecer em relação à conquista histórica do hexacampeonato, por parte do FCPorto?
Penso que é extraordinário o conseguido pelo F.C.Porto pois só com a
estrutura de um grande clube se consegue esse feito. Também pela bravura
do seu técnico e dos seus atletas mas, ao mesmo tempo, penso que para a
modalidade  em certo modo significa o estagnar dos outros clubes no seu
global, pois seria muito mais interessante que houvesse outros clubes a
ganhar também, mas a verdade é que o F.C.Porto é, sem margem para dúvidas, a
equipe mais forte do campeonato português.
Franklim Pais, aquando da vitória do campeonato, afirmou que este modelo competitivo tinha como objectivo fazer com que o campeão não o fosse o FCPorto. Concorda com essa afirmação?
Penso que não, o que sim concordo é que uma equipe que foi a mais regular
ao longo de toda a temporada pode passar por um mal momento e acabar por
perder um campeonato que, sem margem para dúvidas, era a que justamente o
merecia. Mas isso também passou noutros anos em que eu com o O.C.Barcelos
terminei a primeira fase regular só com um empate e acabamos por perder o
campeonato.
Acha que o novo e polémico modelo do campeonato veio ajudar a dar mais espectáculo e emoção à modalidade?
Mais emoção penso que sim, mais espectáculo tenho as minhas dúvidas pois se
compararmos a maior parte dos resultados, muitas eliminatórias foram
resolvidas pela marcação de grandes penalidades o que eu considero uma pura
lotaria, como tal, o espéctáculo nesse momento é meramente momentânio e
poderá ser um momento de sorte portanto, o espectáculo não existe pois a
vertente jogo não está.
Equipas como o Óquei de Barcelos e o Benfica decaíram imenso devido a problemas de ordem financeira, principalmente.
Porque é que, na sua opinião, o hóquei português entrou em decadência?
Foram só os problemas financeiros, ou desportivos também?
Lógicamente que os problemas financeiros têm influência em certa medida,
mas se for só por isso o Benfica não pode estar a fazer o que faz a nivel
de resultados, pois eu penso que o Benfica não tem esses problemas
financeiros. O que temos de ter em mente é que está a terminar uma
fornada de excelentes hoquistas, e para tornar a voltar outra igual demora o
seu tempo. Outro problema foi porque quisemos fazer de alguns jogadores super estrelas
rápidamente e a esses ainda lhes falta muito para o serem,à que dar tempo
ao tempo. Devem é continuar a trabalhar com sériedade e humildade e não
como curiosos desta modalidade pois o saber desta modalidade existe mas tem
que ser com coerência e metódicamente, ultrapassando as etapes certas até
chegarmos onde todos os apaixonados desta modalidade queremos. Como tal
analisemos isto: falta de treinadores não é pois veja quantos se formam
todos os anos. Agora pergunto; qualidade de trabalho existe? O ganhar a
todo o custo têm os seus problemas e o subir depressa demais
também! Quantos treinadores da, chamada, velha guarda estão a treinar na
1ªdivisão? Porque será?
O que precisa de ser mudado, para o hóquei voltar a ganhar a dimensão que já teve, ainda não há muitos anos?
O que acabei de dizer na pergunta anterior em certa parte responde a isto
mas, também os meios mediáticos não dão o valor necessário a esta
modalidade e o mais importante, que é a televisão, cada vez mais se está
afastar. Portanto penso que os responsáveis federativos têm que tomar uma
atitude ou seja, é necessário deixar-mos os interesses particulares de parte
e sim voltarmos a ver hoquei na televisão pois este meio é o mais forte
para esta modalidade tornar a ser aí em Portugal o que foi anteriormente.
Qual a opinião que os espanhóis têm do hóquei português?
Os espanhóis admiram muito o nosso Hoquei e continuam achar que somos os
rivais mais fortes mas, também dizem que, neste momento, aos portugueses lhes
falta raça e humildade pois dizem que não conseguem entender certas
atitudes de determinados jogadores.
 
Sendo uma figura ligada ao Óquei de Barcelos, como vê o actual momento da equipa, comparado com aquela que possuía jogadores como os irmãos Bertoluccis, Paulo Almeida, Sérgio Silva, entre outros?
São momentos distintos e todos sabemos que para O.C.Barcelos voltar a ser o
que era vai demorar muito tempo pois para fazer uma grande equipe são
necessários muitos ingredientes tanto a nivel de jogadores como de
estrutura. Também, como todos sabemos, os problemas financeiros não ajudam e
é muito bonito dizer que temos uma boa base, que estamos apostar na prata da
casa, mas sabemos, em termos gerais, quais são os clubes que
ganham provas só com jogadores da casa. Tudo isto tem influência e às vezes,
para inglês ver, é mais fácil dizer que não se ganha porque estamos apostar
na prata da casa e isso não é a realidade, pois eu pergunto quantos
jogadores titulares do O.C.B. são prata da casa? Será que não se fazia o
mesmo com os jogadores da casa? Se é para recuperar financeiramente teria
que ser assim, não?
Eu digo que para se fazer uma grande equipe, como tivemos, custa muito e para
acabar com ela são dois dias, pois convencer jogadores do nivel que houve
em Barcelos a jogar neste grande clube custa muito porque eles, também, sabem
que  ganhar um titulo  no O.C.B. é como ganhar cinco no F.C.Porto .
Alguma vez, enquanto seleccionador, houve pressões de alguma parte para convocar um jogador em detrimento de outro?
Pressões própriamente ditas não, mas que haviam algumas interrogacões, isso sim.
Qual a reacção quando soube que o seu sucessor, na selecção nacional, era Paulo Baptista, visto que era um técnico com poucas provas dadas a alto nível?
Isso não é verdade pois o Paulo já deu mais que provas do seu valor. O que
sim, lhe desejo, é que o deixem fazer o seu trabalho pois competência tem
ele.
Qual a equipa que gostou mais de treinar, incluindo a selecção nacional?
Penso que já sabem a minha resposta. Foi O.C.Barcelos por diversas
razões, principalmente, porque é o clube do meu CORAÇÃO e foi onde comecei a
jogar e a treinar.
Qual o melhor momento que viveu a nível profissional? E o pior?
Os titulo de Campeão Nacional que ganhei no O.C.Barcelos.
O pior foi a forma como sai do O.C.Barcelos pois como profissional não é
forma de se despedir ninguém, ainda para mais quando, pouco tempo antes, tinham
renovado comigo por mais duas temporadas e essas mesmas pessoas na altura da renovação andavam comigo aos abraços e beijinhos.
Quais as possibilidades de Portugal conquistar o campeonato do mundo, na Suiça?
Num campeonato do Mundo tudo pode acontecer.
Está previsto, para breve, um regresso para treinar em Portugal?
Não sei, só o tempo o dirá. Haver vamos mas, saudades tenho muitas.

 

Quero agradecer ao José Querido por me ter dado a oportunidade de o entrevistar. Como praticante, e amante do Hóquei Patins sinto-me orgulhoso...
Muito obrigado...
Álvaro Gonçalves
publicado por Álvaro Gonçalves às 23:15
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Pedro Antunes a 25 de Maio de 2007 às 07:49
Parabéns por este novo blog e por esta excelente entrevista ao José Querido.

Grande abraço da Suiça.

Pedro Antunes
http://patinslover.blogspot.com
De cristina a 25 de Maio de 2007 às 10:56
estas em grande ;)

parabéns pela entrevista sr jornalista na área desportiva ;)

já sou tua fã ***
De Tu sabes :P a 26 de Maio de 2007 às 23:14
Só te tenho uma coisa para dizer... CONTINUA ASSIM... PORQUE PESSOAS COMO TU, EXISTEM POUCAS OU NENHUMAS. Talento não te falta...

Comentar post

.O autor do blog

Locations of visitors to this page

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Novo endereço

. Júlio Magalhães apresenta...

. Maré volta a Bazar durant...

. FC Porto goleou o Benfica

. H.C.Fão com nova direcção

.arquivos

blogs SAPO

.subscrever feeds